Ex-executivo da Microsoft pretende criar uma franquia de lojas de maconha

Imagine uma franquia mundial de lojas como o Starbucks. A rede de cafés usa seu nome como um sinal de qualidade e é uma das mais prósperas do planeta, com lojas espalhadas em quase todos os países. Agora imagine trocar o café por maconha. Parece absurdo? Não para Jamen Shively.


Com 45 anos, ex-gerente de estratégia corporativa da Microsoft, Shively quer agora criar a primeira marca de maconha (Cannabis sativa) nos Estados Unidos. Marca registrada, oficial e legalizada para estabelecer uma franquia de lojas, começando em estados onde o consumo da erva foi legalizado como Washington e Colorado, e depois continuar seu crescimento até se tornar uma rede respeitada de lojas.

Ainda que a lei federal norte-americana seja contra a venda e a posse da Cannabis, o "empreendedor" tem segurança que consegue manter seus investidores a salvo de reprimendas do governo e, não só isso, pretende arrecadar US$ 10 milhões em investimento para começar sua rede, a qual vai se chamar Diego Pellicer (em homenagem ao avô). E a erva serÁ importada do México.

- Continua após a publicidade -

"Nós estaremos felizes se conseguirmos 40% do mercado mundial", Shively disse à Reuters. Ele diz ainda que só começou a usar o produto hÁ 18 meses. Via CNET.

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.