Jovens descobrem que a radiação de roteadores impede o crescimento de plantas

A preocupação com a radiação de aparelhos com conectividade sem fio, como celulares, ainda é alvo de pesquisas e controvérsias na comunidade científica. Agora, um estudo simples pode incentivar novas abordagens para o assunto.

Cinco estudantes do nono ano, na Dinamarca, descobriram que plantas não crescem perto de roteadores Wi-Fi. A ideia da pesquisa surgiu quando elas perceberam que, após dormirem com o celular próximo de suas cabeças, não conseguiam se concentrar normalmente nas aulas no dia seguinte.

 

Como as estudantes não tinham recursos para testar os efeitos da radiação no cérebro, resolveram usar algo bem mais simples: bandejas cheias de agrião de jardim. Seis recipientes foram colocados em uma sala sem radiação e outros seis ficaram em outra sala, próximos a roteadores Wi-Fi que, conforme os cÁlculos das alunas, emitem o mesmo tipo de radiação de um celular comum.

Ao longo de 12 dias, as estudantes observaram, mediram e fotografaram as plantas. O cultivo teve sucesso apenas na sala sem os roteadores. Na outra, as plantas não cresceram e boa parte delas, inclusive, estava morta.

O experimento precisa ser comprovado e, portanto, replicado por outros estudiosos. Mas a pesquisa das jovens jÁ chamou a atenção dos cientistas. Um professor de neurociência do Instituto Karolinska, na Suécia, decidiu refazer o teste para comprovar – ou não – os resultados.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.