Trabalhadores da Amazon na Alemanha fazem a segunda greve em um mês

Após ameaças de greve, os trabalhadores da operação alemã da Amazon, uma das maiores varejistas do mundo, realizaram hoje a segunda paralisação em um mês. A primeira ocorreu no último dia 14/05.

Os funcionÁrios no centro de logística da empresa em Leipzig iniciaram a greve no período da manhã, em busca de melhores salÁrios e benefícios, segundo informações da Reuters.

 

A Amazon emprega cerca de 9 mil pessoas na Alemanha e tem sido criticada pelo sindicato Verdi por se recusar a implementar um acordo coletivo sobre as condições de emprego semelhantes a outros negócios de entrega e empresas de varejo. O sindicato também estÁ pressionando pelo aumento da remuneração base e maiores benefícios para o período noturno.

Em Leipzig, a reivindicação é por um salÁrio de 10,66 euros (US$14 dólares, ou cerca de R$26) por hora. Atualmente, os funcionÁrios recebem 9,30 euros, o equivalente a R$23. Em Bad Hersfeld, querem que o pagamento de 9,83 euros suba para 12,18 euros (R$31).

Amazon alega que a remuneração de seus trabalhadores jÁ estava no extremo superior do que as empresas de logística pagam na Alemanha. A empresa ainda se diz disposta a continuar as negociações com o Verdi.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Em jogos single-player como Resident Evil Village, você prefere:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.