Conheça o Fairphone, o smartphone politicamente correto

A maioria das pessoas, ao comprar um smartphone, provavelmente não se preocupa com os métodos que foram utilizados para conseguir os materiais usados na fabricação do gadget. Para Bas van Abel e Peter van der Mark essa falta de preocupação acontece por falta de conhecimento e é por isso que eles criaram o Fairphone.


O Fairphone é uma tentativa de construir um smartphone usando uma cadeia de fabricação totalmente transparente e socialmente responsÁvel para mostrar que isso é possível. A intenção é destacar a maneira predatória com que são extraídos os minerais na República DemocrÁtica do Congo, usados na fabricação dos dispositivos móveis mainstream. Essa extração tem alimentado guerras civis e miséria, mas a situação não é tão divulgada quanto a briga de patentes entre a Apple e a Samsung, por exemplo.

A proposta é bonita na teoria, mas talvez não vire realidade na prÁtica. Com um processador quad-core Mediatek 6589, 16 Gb de memória interna, tela de quatro polegadas em qHD (um quarto de HD com 960 x 540) e rodando Android 4.2 Jelly Bean, o Fairphone sai por Â€ 325,00 (R$ 860) e precisa vender 5.000 unidades até o fim do mês para começar a ser fabricado. Com apenas 49% da meta batida e faltando 19 dias para o fim do prazo, o Fairphone corre o risco de somente conseguir provar que ser politicamente correto não pesa mais do que ter um marketing poderoso.

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.