EA decide acabar com o "Online Pass"

Uma das primeiras a usar a política do "Online Pass", a EA recentemente anunciou o fim dessa prÁtica controversa. O Online Pass era uma maneira da empresa cobrar pelo acesso aos modos onlines de um jogo, adicionando também alguns conteúdos extras no pacote. VÁrias companhias ainda fazem uso do recurso, como a Activision e a Ubisoft, por exemplo.


A produtora de games como Battlefield e Dead Space disse ao Kotaku que estaria descontinuando o programa por causa da resposta dos jogadores, em última instância, seus clientes. Segundo a EA, o Online Pass foi criado "como um esforço para embalar um menu completo de serviços e conteúdo online, mas muitos jogadores não responderam ao formato (...) As pessoas não gostaram e nos disseram que não gostaram". Nenhum dos próximos títulos da empresa vai ter Online Pass.

O fim dessa política, no entanto, não indica um compromisso em não cobrar nada pelo acesso online de certos jogos. Não houve declarações nesse sentido. John Reseburg, representante da EA, concluiu as declarações dizendo: "nós ainda estamos comprometidos em criar conteúdo e serviços que aumentem a experiência do jogo bem além do primeiro dia que você começa a jogar".

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.