62% dos jogadores poderiam jogar mais, não fossem as publicidades em jogos F2P

Uma pesquisa realizada pela BuddyBet com 2.000 consumidores no Reino Unido revelou que 62% dos jogadores estão propensos a jogar mais games on-line e de dispositivos móveis, se a grande quantidade de publicidade in-game e pedidos de upgrade freemium fossem  removidos. 

O estudo descobriu ainda que 25% das pessoas evitam jogar em tais plataformas, em primeiro lugar, especificamente por causa da "chateação" do excesso de propaganda e "alertas". 

Quase metade dos gamers (44%) revelaram ainda que os anúncios e outros pedidos de pagamento arruínam a experiência nos jogos. Um quarto dos usuÁrios confidenciaram que evitam jogos com publicidade excessiva. 

Em compensação, entre o universo da pesquisa, 41% se consideravam apostadores, enquanto que um terço dos gamers estavam interessados em apostas P2P com dinheiro real como parte do jogo; e 38% disseram propensos à inserção de algum tipo de aposta nos games. 

Como conclusão, a pesquisa sugere que as formas de apostas podem tornar-se uma parte mais integral dos jogos online e móveis. O único problema estÁ nas leis restritivas que muitos países impõem sobre apostas com dinheiro real.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.