Reconhecimento da Palestina pelo Google pode atrapalhar esforços pela paz, afirma Israel

A Google esbarra, de tempos em tempos, com questões que vão muito além das buscas. No serviço de mapas, a empresa jÁ sofreu protestos pelas redes sociais por omitir o nome Golfo Pérsico, e agora estÁ sofrendo reprimendas do governo israelense por fazer uma mudança no sistema de busca por país. A opção "território palestino" foi modificado para, simplesmente, "Palestina".

Apesar de parecer pequena, a mudança toca um conflito longo e violento entre palestinos e israelenses sobre o mesmo território. Segundo informações divulgadas no The Jerrusalem Post, o governo israelense vê esta mudança do serviço de buscas como o reconhecimento do Estado Palestino. "Esta decisão não é apenas um erro, pois pode atingir negativamente os esforços de meu governo para trazer uma negociação direta entre Israel e a autoridade palestina", afirmou Ze'ev Elgin, Ministro do Exterior israelense.

Elgin afirmou que este tipo de ação pode levar os palestinos a creer que podem buscar seus objetivos políticos de forma autônoma e unilateral, ao invés de seguir com as negociações e acordos mútuos com o governo Israelense. 

A Google jÁ se posicionou afirmando que a mudança da nomenclatura, de "território palestino" para "Palestina" foi feita após a consulta de diversas autoridades, como Organização das Nações Unidas, ICANN (orgão responsÁvel pelos padrões na internet) e outras organizações internacionais. Apesar de não ser reconhecida como uma das 193 nações membro da ONU, desde novembro ele é considerado como um país "não-membro" e, apesar de ser reconhecido o nome Estado Palestino, ele não recebe os mesmos direitos das demais nações.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você pesa mais quando escolhe sua plataforma para jogos?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.