Overclock com nitrogênio líquido chega aos smartphones, a começar pelo HTC One

Com a chegada do 3DMark para Android, ferramenta de benchmark que testa o processador e a GPU do dispositivo, estÁ surgindo uma nova categoria de entusiastas: os overclockers de smartphones.

O pessoal do HKEPC resolveu turbinar o seu HTC One, inclusive com a ajuda de nitrogênio líquido, prÁtica comum entre o pessoal que faz overclocks em PCs. Conforme o Guru3D, o aparelho passou do clock padrão de 1,7GHz para 1,72GHz.

 

Com isso, o HTC one fez 11.585 pontos no teste Ice Storm, enquanto uma unidade padrão, com o clock de fÁbrica, consegue cerca de 10 mil. 


O resultado não é nem de longe empolgante como os atingidos em computadores, com pouquíssima diferença no clock em relação ao padrão de fÁbrica. Quanto à pontuação no 3DMark, o Guru3D nota uma melhora de aproximadamente 10%, o que não deve trazer resultados significativos no desempenho do smartphone, na prÁtica.

A equipe responsÁvel pelo overclock, no entanto, parece saber disso. Eles afirmam que estão no aguardo de uma ROM customizada para overclock extremo para aumentar ainda mais o clock e a pontuação.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.