Político americano quer proibir motoristas de usarem o Google Glass

Gary Howell, um político da Virgínia Ocidental, nos Estados Unidos, quer proibir motoristas de usarem o Google Glass enquanto dirigem. A ideia é incluir o acessório entre outros objetos proibidos, como celulares.

Conforme o Slashgear, se a lei for aprovada, o uso dos óculos inteligentes ao volante vai acarretar em uma multa de US$100, o equivalente a pouco mais de R$200, na primeira infração. As reincidências serão punidas com a progressão da multa de cem em cem dólares.

"Eu gosto da ideia do produto e acredito que isso é o futuro", afirmou Howell ao CNET. "Mas na última gestão nós trabalhamos arduamente e por muito tempo em uma lei contra o ato de digitar e dirigir ao mesmo tempo. [...] Ouvimos falar de muitos acidentes causados pela prÁtica, a maior parte envolvendo jovens motoristas, e eu vejo o Google Glass como uma extensão disso."

Howell também afirmou não saber se o projeto vai, de fato, emplacar, mas acredita que as próximas legislaturas poderão aplicar multas semelhantes à proposta por ele.

Essa não é a primeira proibição do Google Glass, que ainda sequer foi lançado. O dono do bar The 5 Point, em Seattle, também decidiu impedir o uso do dispositivo, em respeito à privacidade dos seus clientes.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Você joga com quais controles no PC?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.