GeForce "GTX 655" será a versão "simplificada" da GTX 660

A placa, conhecida internamente pelo codinome "GTX 655", chegaria às prateleiras com o nome comercial de GeForce GTX 650 Ti Boost.

Apesar do nome, a placa seria basicamente uma versão com menos processadores grÁficos (chamado pela NVIDIA de CUDA Cores) em relação à GTX 660, desmentindo, portanto, o rumor anterior onde afirmava que a VGA seria uma GTX 650 Ti com clocks turbinados


Ainda de acordo com o BSN, a GeForce GTX 650 Ti Boost teria 768 CUDA Cores - exatamente a mesma quantidade do modelo "comum", assim como as unidades de texturização (64 TMUs no total). Em compensação, a nova versão teria 8 unidades rasterizadores a mais (24 ROPs) que a sua "irmã menor". Outra vantagem é interface de memória mais robusta em 192 bits (contra 128 bits do modelo atual), além das freqüências de operações da GPU e memória turbinadas em relação aos 925Mhz/5.4Ghz da GTX 650 Ti "comum", com core clock em 980Mhz (1030Mhz via GPU Boost) e VRAM em 6Ghz.

Outra boa notícia refere-se ao preço. Especula-se que a GeForce GTX 650 Ti Boost serÁ comercializada por algo entre US$ 149-169, mesma faixa de preço do atual modelo.

Resumo das especificações da GeForce GTX 650 Ti Boost (de acordo com o BSN):

- Codenome: GTX 655
- Nome comercial: GeForce GTX 650 Ti Boost
- GPU: GK106
- CUDA Cores: 768
- Clock padrão: 980MHz
- Clock boost: 1030MHz
- Bus: 192-bits
- Clock memória: 1500MHz QDR (equivalente a 6 Ghz)
- Largura de banda de memória: 144.000 MB/s, 140.63GB/s

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.