Distribuidoras recusaram Remember Me pelo protagonista ser uma mulher

Uma pergunta aos gamers de plantão: eliminando as contextualizações das temÁticas nos games, jogar com um protagonista do sexo masculino ou uma do feminino realmente faz diferença na hora da diversão? Pois saiba que algumas distribuidoras chegaram a recusar a publicação de "Remember Me", antes da aceitação do projeto pela Capcom, simplesmente porque o jogo terÁ uma mulher como personagem principal (Nilin).

"Algumas distribuidoras justificaram que não queriam publicar o jogo porque ele não teria sucesso com uma mulher no papel principal, que isso não é possível nos games e que obrigatoriamente teríamos que trocar para um representante do sexo masculino. Vocês não têm ideia de quantas vezes me falaram isso", desabafou Jean-Max Morris, diretor de criação do game, em entrevista ao site Penny Arcade.  

Essas mesmas distribuidoras, inclusive, chegaram a considerar que os jogadores não se sentiriam confortÁveis em iniciar um relacionamento amoroso com Nilin e ter que beijar um pretendente masculino, mesmo que fictício. "'Você não pode fazer um gamer beijar um outro cara no jogo, isso vai parecer repulsivo', elas me diziam", revelou Morris.

Persistência

Jean-Max, contudo, seguiu em frente e, quando apresentou o projeto à Capcom, reforçou a ideia de que queria que "Remember Me" ser lembrado pela personagem marcante numa temÁtica futurista e ao mesmo tempo inóspita. "Nilin se encaixa perfeitamente com a proposta que queremos explorar: é um jogo mais sobre intimidade e emoções do que contatos físicos ou músculos", completou.

- Continua após a publicidade -



"Remember Me" estreia para PC e consoles em 4 de junho. 

Assuntos
Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.