Pesquisa revela que em 2012 foram vendidos 59,5 milhões de celulares no Brasil

O que era uma previsão, agora é fato: os smartphones estão mesmo entre os bens mais adquiridos pelos brasileiros. Somente em 2012 foram vendidos 16 milhões de celulares inteligentes no país, segundo estudo que acaba de ser divulgado pela IDC, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações. Este número é 78% maior do que o apontado em 2011, quando foram comercializados aproximadamente 9 milhões de aparelhos.

Durante o ano de 2012 foram vendidos 59,5 milhões de aparelhos celulares. Deste total, 43,5 milhões foram celulares comuns, ou "dumbphones", e os outros 16 milhões, smartphones. "Para se ter uma ideia, no ano passado, a cada minuto foram vendidos cerca de 30 smartphones. E a tendência é que este número cresça ainda mais daqui para frente", declara Leonardo Munin, analista de Mercado da IDC Brasil.

O cenÁrio positivo para os smartphones é mundial. De acordo com o estudo da IDC, o Brasil serÁ o quinto maior mercado de smartphones este ano, ficando atrÁs apenas de China, Estados Unidos, Reino Unido e Japão. A Índia deve ficar na sexta posição. "Isso mostra que tanto economias mais maduras, como também países emergentes estão impulsionando o número de smartphones, permitindo que os celulares inteligentes ultrapassem os tradicionais pela primeira vez na história do mercado de telefonia móvel", completa Munin da IDC.


- Continua após a publicidade -

Para o analista da IDC, o momento favorÁvel ao mercado de smartphones no Brasil se dÁ, principalmente, por conta da queda nos preços destes dispositivos. Essa é uma tendência que deve se firmar ainda mais depois dos incentivos fiscais para a produção no País. "Com a desoneração, os preços dos smartphones estarão menores na ponta e isso, provavelmente, resultarÁ em uma migração dos consumidores de feature phones para smartphones".

É esperado para o mercado brasileiro o lançamento de diversos aparelhos, com os mais variados preços, o que mostra que os fabricantes estão atentos às necessidades dos consumidores e têm o objetivo de atingir todos os nichos do mercado de celulares. "Existem outros fatores que suportam este momento do mercado de smartphones, um deles é o fato de as operadoras estarem cada vez mais direcionando o foco de suas vendas para este tipo de aparelho, jÁ que hÁ uma oportunidade na venda de serviços, como por exemplo, pacote de dados que serão consumidos por meio destes dispositivos.

Outro ponto importante é o avanço das vendas do chamado segmento Open Market – que inclui, tanto o varejo físico como o online – que tem apresentado altas taxas de crescimento para este tipo de dispositivo, fechando 2012 com a representativa marca de 112% de crescimento frente ao ano anterior (O segmento das operadoras cresceu 63% durante o mesmo período).

Olhando por uma perspectiva mensal, em janeiro de 2013 o mercado de celulares como um todo no Brasil apresentou uma queda de 5% frente a dezembro de 2012. No entanto, quando analisado o segmento de smartphones, a tendência é de crescimento, jÁ que este mercado apresentou um incremento de aproximadamente 3% em relação ao mês de dezembro.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.