Câmara dos Deputados substitui papel por tablets, na volta do Carnaval

Após o recesso de duas semanas por conta do Carnaval, a Câmara dos Deputados Federais estreia o uso de tablets nos plenÁrios. Os 489 tablets adquiridos custaram um total de 609 mil reais, e tem como objetivo reduzir os custos de operação acabando com a distribuição de projetos e pareceres em papel.


Roberto Jayme/UOL

 

Esta medida é semelhante a adotada no Senado, onde os tablets também foram utilizados para reduzir os gastos com a impressão de documentos. Segundo informações do próprio Senado, houve uma redução de 61% nos gastos com impressões, trazendo uma economia total de R$ 1.85 milhão. 

A Câmara dos Deputados adquiriu dois modelos: 489 tablets Galaxy Tab 10.1" de 16GB, que foram fixados em mesas, com custo de R$ 1.109 cada, e 50 iPads 2, com custo de R$ 1.349 cada, que foram adquiridos para a equipe de taquigrafia e para integrantes da Mesa Diretora. A opção por alguns tablets da Apple aconteceu pela necessidade de usar aplicativos disponíveis apenas para iOS, em algumas funções.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.