Senhas fracas permitiram invasão à TV que anunciou ataque zumbi nos EUA

Enquanto você assiste à televisão, o Áudio do programa original é cortado e, em seu lugar, surge uma voz alertando um ataque de zumbis nas proximidades. Parece surreal? Isso aconteceu nesta semana, nos Estados Unidos.

Agora, o governo ordenou às emissoras a mudarem as senhas para o equipamento que as autoridades usam para divulgar transmissões de emergência através do Sistema de Alerta de Emergência (EAS, na sigla em inglês). Karole White, presidente da Associação das Emissoras de Michigan e Greg MacDonald, seu equivalente em Montana, acreditam que os invasores conseguiram acesso ao sistema porque as estações não mudaram as senhas padrão desde quando receberam os equipamentos do fabricante. 

Conforme a Reuters, a invasão, embora inofensiva, mostra que é possível causar estragos com comunicações mais alarmantes. "Não é o que eles disseram. É o fato de que eles entraram no sistema. Eles poderiam ter causado algum dano real", destacou White.

Na comunicação, uma voz afirma que "as autoridades civis em sua Área relataram que os corpos dos mortos estão levantando da sepultura e atacando os vivos" e recomenda "não se aproximar ou prender esses corpos porque eles são extremamente perigosos".


A Comissão Federal de Comunicação dos Estados Unidos (FCC) não comentou o assunto, mas emitiu um boletim urgente para estações de TV, afirmando que "todos os participantes do EAS são obrigados a tomar medidas imediatas." Além de alterar as senhas, o governo solicitou que as emissoras se certifiquem de que o equipamento seja protegido por firewalls, e assegurem-se de que os invasores não tenham colocado outros "alertas não autorizados" para uma transmissão futura.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual a sua marca de headphones/headsets para jogos preferida? - Pesquisa de Periféricos 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.