Netbook "ressurge das cinzas" com o Chromebook

No começo do ano - no dia 3 de janeiro de 2013, para ser mais preciso – escrevi uma coluna onde abordava alguns dados que sugeriam o fim dos netbooks. Pelo menos a ideia inicial por trÁs destes computadores portÁteis: a de ser uma mÁquina compacta e fÁcil de transportar, com baixo valor de aquisição e possibilidade de utilização por longas horas sem recarga na energia.

Contudo a indústria do silício é muito dinâmica e competitiva, e provavelmente alguma empresa não deixaria este filão acabar. E é justamente o que acaba de acontecer.


O Chromebook, iniciativa da Google para o segmento dos ultra portÁteis ganhou novo fôlego ao se incorporar aos processadores ARM, prometendo assim "ressuscitar" o que outrora se chamou de netbook.

Muitos fabricantes prometem uma "enxurrada" de modelos, tendo como premissa, preços bem agressivos. A Acer é um bom exemplo, com um Chromebook com tela de 11,6 polegadas, abaixo dos US$ 200.

Além do preço baixo, ao incorporar um hardware da ARM (chip SoC, com quase todas as funções em um único chip) com alta eficiência energética, o Chromebook consegue outra façanha: a de prover uma grande autonomia na bateria.

Como o Android jÁ é um sistema bastante comum para os jovens, talvez quem mais estranhe o uso de um "netbook" sem o Windows seja o público com mais de 40 anos. Mas nada que alguns dias de uso não resolvam.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Qual a sua marca de headphones/headsets para jogos preferida? - Pesquisa de Periféricos 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.