Facebook testa envio pago de mensagens a "estranhos"

O Facebook começou a testar algumas novas funcionalidades com usuÁrios selecionados nos Estados Unidos. Entre elas, estÁ a possibilidade de alguém pagar para enviar mensagens diretas para pessoas que não estão na sua lista de amigos.

Atualmente, quando um "estranho" manda uma mensagem, ela fica em uma pasta discreta chamada "outros". Com a novidade, se o remetente aceitar pagar US$1 (ou R$2), o texto irÁ diretamente para a caixa de entrada comum do destinatÁrio.

Conforme informações da BBC, cada usuÁrio poderÁ receber, no mÁximo, uma mensagem paga por semana. O total não vai poder ultrapassar três ao mês. "VÁrios pesquisadores e comentaristas notaram que impor um custo financeiro ao remetente pode ser o jeito mais efetivo de desencorajar mensagens indesejadas e facilitar a entrega de mensagens que são relevantes e úteis", afirma o Facebook em um comunicado oficial.

"Por exemplo, se você quiser enviar uma mensagem a alguém que você ouviu falar em um evento, mas não é seu amigo, ou se você quer informar alguém sobre uma oportunidade de emprego, você pode usar essa funcionalidade para chegar à sua caixa de entrada", explica a rede.

Além deste recurso, o Facebook também começou a testar outros dois. O primeiro permite ao usuÁrio usar filtros na a caixa de entrada, separando, por exemplo, as mensagens de amigos dos seus conhecidos daquelas de pessoas que não conhecem nenhum de seus contatos. Outra funcionalidade é a de fazer o upload de fotos através do "clicar e arrastar" do arquivo para dentro do navegador.

Ainda não hÁ previsão de quando essas mudanças chegarão a todos os usuÁrios.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.