Instagram nega planos de vender fotos dos usuários

Após mudar algumas regras dos seus termos de serviço e dar a entender que poderia vender as fotos postadas pelos usuÁrios, o Instagram negou essa possibilidade. No blog oficial, o co-fundador da companhia, Kevin Systrom, diz que a linguagem do texto estava confusa, o que gerou uma interpretação errada dos usuÁrios e da imprensa.

"Não é nossa intenção vender suas fotos. Estamos trabalhando em uma atualização da linguagem nos termos de uso para garantir que isso ficarÁ claro", ressalta o executivo.

No comunicado, Systrom explica que o Instagram foi criado para ser um negócio e que a publicidade é "uma das muitas formas com as quais o Instagram pode se tornar auto-sustentÁvel". Para exemplificar as intenções da empresa, o executivo diz que uma firma pode querer promover sua própria conta para ganhar mais seguidores. Logo, para conseguir fazer um trabalho mais produtivo nesse sentido, a rede poderia ter acesso a algumas ações do usuÁrio para saber se ele ou algum dos seus amigos segue aquela companhia ou marca.

Sysrom admite que a linguagem utilizada no texto dos novos termos de uso levantou a questão da possível venda de fotos dos usuÁrios para fins publicitÁrios sem nenhuma compensação. "Não temos planos para fazer nada desse tipo", afirma, assegurando que o Instagram irÁ adequar a linguagem para não causar mais confusão.

O executivo, por fim, lembra que o Instagram não exige nenhum direito sobre as fotos dos seus usuÁrios. "Nada mudou sobre isso", garante. "Respeitamos que as suas fotos são suas e ponto."

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.