Vendas de eletrônicos na Black Friday diminuem, mas tablets Android se saem bem

A venda de eletrônicos de consumo durante a Black Friday americana caiu 5,6% em relação ao evento do ano passado, segundo dados divulgados nesta semana pelo NPD Group.

Para Stephen Baker, vice-presidente de anÁlise da indústria do grupo, isso é "continuação dos desafios vistos no negócio de eletrônicos de consumo ao longo de 2012". O executivo diz que "em um mercado não-balanceado, no qual poucas categorias entregam uma significativa quantidade de dólares, e ainda menos apresentam crescimento, a possibilidade de resultados positivos vai continuar difícil."

O segmento que mais caiu foi o de câmeras fotogrÁficas digitais point-and-shoot, que recuaram 36% em quantidade de produtos vendidos. Em seguida, vêm os MP3 players, com uma queda de 24%.

Apesar de sofrerem um aumento de 4% nas vendas por unidade, a receita gerada pelos televisores de tela plana caíram 6% em relação à Black Friday 2011. A maior parte dos modelos vendidos, conforme o NPD, foram os modelos de 32 polegadas, que corresponderam a 40% de todas as TVs vendidas na data.

Os tablets Android, no entanto, foram na extrema contramão e apresentaram um crescimento de 177% em unidades vendidas e 91% de receita gerada. Estranhamente, porém, o NPD não considerou na pesquisa os tablets iPad e Surface e nem a linha Kindle, da Amazon.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.