Foxconn começa a substituir funcionários por 10 mil robôs

A Foxconn jÁ planejava usar robôs para compor sua força de trabalho nas fÁbricas hÁ algum tempo, mas agora a coisa ficou séria. Os estabelecimentos começaram a receber as primeiras mÁquinas: no total, a empresa pretende utilizar 10 mil robôs para substituir entre 10 mil e 20 mil trabalhadores.

Conforme o VR-Zone
, a Foxconn pretende aumentar esse número para 1 milhão dentro de três anos, o que vai gerar uma grande quantidade de demissões. Para se ter uma ideia, hoje, o total de funcionÁrios da Foxconn gira em torno de 1,2 milhão.

Apelidados de "Foxbots", os robôs farão atividades consideradas simples, como dar jatos de spray nas peças, soldagem e algumas montagens. Com os robôs, a Foxconn ainda quer acabar com as denúncias de organizações defensoras dos direitos dos trabalhadores, que acusam a empresa de prÁticas desumanas.

Uma coisa é certa: os robôs não precisam receber salÁrios. Mas eles também têm um custo: para cada Foxbot, a companhia deve desembolsar algo em torno de US$20 mil e US$25 mil, valor três vezes maior do que a um funcionÁrio humano chega a ganhar em um ano inteiro. Isso sem contar os custos com manutenção.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.