Cientistas conseguem fabricar ouro através de bactéria

Alquimistas de plantão: demorou, mas enfim conseguiram fabricar ouro! Cientistas da Universidade do Estado de Michigan conseguiram fabricar o precioso metal na pureza de 24 quilates, através do uso da bactéria Cupriavidus Metallidurans. O microorganismo, que se mostrou muito resistente ao gÁs cloreto de ouro, é capaz de converter o gÁs tóxico em ouro 99.9% puro.


O ouro em estado sólido é resultado da interação da bactéria com o gÁs

O aparato para realizar a façanha é um balão de ensaio com a bactéria, onde é bombeado o gÁs tóxico. O microorganismo leva aproximadamente uma semana para transformar o gÁs em ouro sólido, em uma interação que, segundo os cientistas, deve acontecer o tempo todo na natureza.

Para os que sonham com uma nova sociedade onde tudo é dourado, melhor não se empolgar tanto: além de demorado, o processo não é rentÁvel, jÁ que o cloreto de ouro não é encontrado em grandes quantidades na natureza, e o custo para obtê-lo torna a margem de lucro baixíssima. Se serve de prêmio de consolação, pelo menos sabemos que nunca faltarÁ ouro para coisas menores, como para os conectores em peças para computador.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.