Estilo James Bond, carro da Nissan vai sozinho até passageiros após chamado no celular

Durante a feira de eletrônicos CEATEC, que estÁ acontecendo em Tóquio, a Nissan exibe o NSC-2015, um carro que consegue estacionar sozinho e se dirigir até o dono quando é chamado. Durante a apresentação, o NSC-2015 andou por uma linha reta a 5 quilometros por hora e fez curvas com marcha ré, além de ter demonstrado que é capaz de reconhecer marcações em ruas e estradas.

O que mais chamou a atenção foi quando um funcionÁrio da empresa pediu uma carona através de um aplicativo de smartphone, com o carro chegando até ele em seguida.


A Nissan explicou que o celular também pode ser usado para mandar o carro estacionar sozinho depois que o motorista chega ao seu destino. Dessa forma, ninguém precisaria mais gastar tempo procurando vagas quando estivesse atrasado para algum compromisso.

Como dispositivo de segurança, a fabricante instalou um sistema de câmeras que avisa o dono, também pelo celular, sobre "atividades suspeitas", uma vez que um carro que dirige sozinho deve atrair bastante atenção.

Este modelo é uma modificação do Nissan Leaf, carro elétrico da montadora lançado no primeiro semestre do ano passado no Brasil. Por enquanto, essa versão que dispensa motoristas estÁ em fase de desenvolvimento.

A Google também tem seu próprio protótipo de carro autônomo, que jÁ tem permissão para circular nas ruas do estado de Nevada, nos Estados Unidos, e recentemente também foi liberado para testes na Califórnia.

- Continua após a publicidade -

Claro, o que realmente estamos torcendo é para que a próxima inovação da indústria automobilística seja um carro que faça o que vem a seguir, no vídeo:


.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Tulio Kruse de Morais

    Tulio Kruse de Morais

    Desmonstrando pouco talento para o esporte desde a primeira infância, encontrou consolo para o fracasso no Megaman do NES. Atualmente estuda Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina e procura avidamente por ferramentas digitais que melhorem seu desempenho na apuração.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.