Atualização para iOS 6 chega a 15% dos dispositivos em 24 horas

Segundo a rede de publicidade Chitika, 15% de todos os aparelhos com iOS jÁ estão na versão 6. A estatística é medida através da amostragem das milhões impressões de publicidade, medidas entre ontem e hoje.

A unificação do hardware, com um número baixo de variantes entre seus aparelhos, é uma das principais vantagens do sistema da Apple, frente a outros sistemas como Android e Windows Phone, que lidam com um grande número de fabricantes e de modelos de dispositivos. Esta unificação, aliada com um controle mais rígido sobre a criação dos aparelhos (apenas a Apple produz aparelhos com iOS) torna possível aos dispositivos da empresa receberem atualizações de forma mais Ági, e por períodos maiores.

O iOS 6 traz 200 novas funcionalidades, sendo que entre as principais estão uma maior integração com redes sociais como o Facebook, além da inserção de um novo serviço de geolocalização  (que substitui o Google Maps) e mais funcionalidades ao SIRI.  

- Continua após a publicidade -

Enquanto isto, a última versão do Android, a Jelly Bean, luta para chegar aos 2% de participação de mercado, segundo dados do Chitika. O problema da falta de atualizações no mundo Android não é novidade: O Ice Cream Sandwich, lançado em novembro de 2011, havia alcançado apenas 16% do mercado 10 meses depois. Além de deixar os consumidores de fora dos últimos recursos adicionados à plataforma, esta desatualização deixa lacunas que podem ser exploradas por malwares, algo que atinge mais da metade dos aparelhos Androids ativos, hoje.

Para o lado Windows Phone, as coisas também não vão bem: muitos aparelhos disponíveis no mercado, neste momento, ficarão de fora da atualização para o Windows Phone 8. Como prêmio de consolação, receberão o update "estepe", o Windows Phone 7.8.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.