Inteligência diminui com a internet e videogames, diz pesquisadora

Stuart Clarke/Rex FeaturesEm entrevista ao jornal Folha de São Paulo, a neurocientista Susan Greenfield (foto), da Universidade de Oxford, no Reino Unido, disse que a Internet, além de diminuir a empatia das pessoas, faz com que elas sejam menos inteligentes. De acordo com a pesquisadora, utilizar redes sociais e jogar videogames pode ter efeitos muito parecidos com os do vício em drogas no cérebro.

Foto: Stuart Clarke/Rex Features

No ano passado, um trabalho com tomografias mostrou anormalidades estruturais ligadas a esse tipo de comportamento. Também hÁ testes mostrando um aumento de problemas de compreensão verbal e um declínio na capacidade de empatia.

Greenfield aceita o argumento de que talvez as duas coisas não estejam ligadas, porém, acredita que, assim como o cigarro tem relação com o câncer de pulmão, a internet e o videogame afetam a inteligência das pessoas.

A estudiosa ainda destaca que hÁ indícios de que jogar games pode melhorar a memória de curto prazo e a agilidade mental, mas, considera que capacidade de processar informações com rapidez não seja a mesma coisa que entendimento ou sabedoria.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.