Downloads de apps móveis devem praticamente dobrar até o fim do ano

O mercado de aplicativos móveis cresceu rapidamente: o Gartner estima que, ao longo deste ano, serão 46 bilhões de downloads, quase o dobro dos 25 bilhões registrados em 2011.

O maior sucesso continua com os apps gratuitos, que correspondem a 89% de todos os downloads. Isso deve refletir no preço geral dos aplicativos, conforme as previsões do grupo: até o final de 2012, 90%  das soluções pagas vão custar menos de US$3.

Essas tendências só devem crescer. Para 2016, o Gartner prevê mais de 309 bilhões de downloads, dos quais 93% serão grÁtis. E como as desenvolvedoras vão sobreviver? Através de vendas dentro dos próprios apps. O grupo estima que, dentro de quatro anos, essa modalidade vai corresponder a 41% de todo o faturamento da indústria.

- Continua após a publicidade -


A iTunes App Store ainda é a mais popular, como aponta o Techcrunch. Mas o crescimento da procura por aplicativos móveis se deve também à disponibilidade em outras plataformas e, inclusive, à oferta de terceiros. "O número de apps disponível é conduzido por uma quantidade crescente de lojas existentes", afirma Brian Blau, diretor de pesquisas no Gartner.

O grupo aponta o caso da Amazon como um exemplo de que empresas de terceiros podem fazer a diferença no segmento. A companhia mantém lojas de apps para Facebook e para Android e, inclusive, lançou recentemente a segunda versão do seu próprio tablet baseado no sistema do Google, o Kindle Fire.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.