Kodak vai cortar mais mil postos de trabalho

A Kodak vai cortar mil pessoas de sua força de trabalho até o fim do ano e pode demitir ainda mais, para economizar gastos e tentar sair do estado de falência. A empresa, conforme a Reuters, decidiu focar nos segmentos de embalagens e impressão.

O vice-presidente operacional Philip Faraci e a vice-presidente financeira Antoinette McCorvey também deixarão a companhia. Desde o início de 2012, a companhia reduziu o quatro de funcionÁrios em 2,7 mil no mundo todo.

Em janeiro, a Kodak pediu concordata para tentar reorganizar seus negócios. Uma das medidas foi a decisão de vender o seu portfólio de mais de 1,1 mil patentes. A companhia tenta junto à justiça a aprovação de um leilão fechado.

- Continua após a publicidade -

A Kodak, que jÁ foi sinônimo de fotografia, mas não conseguiu se manter durante a era digital, precisa levantar quase US$ 700 milhões de dólares para pagar credores e sair do estado de falência. Com as novas demissões, a firma prevê uma economia de aproximadamente US$330 milhões.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.