Crackers roubam do FBI 12 milhões de IDs de usuários Apple

Um grupo de crackers ligados à operação AntiSec, relacionados com os Anonymous, conseguiu obter mais de 12 milhões de IDs de usuÁrios de produtos Apple, bem como informações pessoais como nomes de usuÁrio e até números de telefone e endereços. Eles ainda divulgaram uma lista com mais de 1 milhão de UDIDs, os identificadores únicos de cada dispositivo da marca.

Conforme os responsÁveis pelo ataque, os dados foram obtidos após a invasão de um notebook Dell Vostro, usado por um supervisor do FBI, através de uma vulnerabilidade no Java. Na mÁquina, os invasores encontraram um arquivo chamado "NCFTA_iOS_devices_intel.csv", que continha todas essas informações.


De acordo com o The Next Web, o grupo quer chamar a atenção para a suspeita de que o FBI estaria usando esses dados para monitorar os cidadãos. A sigla NCFTA seria referente à National Cyber-Forensics & Training Alliance, uma organização americana sem fins lucrativos que investiga crimes online.

Se você se assustou com a notícia e quer saber se os dados do seu aparelho caíram nas mãos do pessoal do Anonymous, o The Next Web disponibiliza uma ferramenta para verificar se houve vazamento. Basta clicar neste link e digitar parte do seu UDID. Você encontra esse número conectando seu iPhone/iPod/iPad no iTunes e clicando sobre o serial number.


Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.