Relatório da McAfee indica a maior alta de malware em 4 anos

A McAfee acaba de divulgar o seu Relatório sobre Ameaças do segundo trimestre de 2012, que indica o maior crescimento nas taxas de detecção de malware nos últimos quatro anos, especialmente no segmento móvel. Em apenas três meses, surgiram 1,5 milhão de novas ameaças, em um ritmo de quase 100 mil por dia.

A companhia identificou que, entre as ameaças mais disseminadas no período, estão os "downloads de passagem" em dispositivos móveis. Esse tipo de ataque funciona de maneira semelhante ao PC: basta o usuÁrio acessar um site para infectar automaticamente o dispositivo.

Imagem: McAfee


O sistema operacional móvel mais afetado é o Android. Segundo a McAfee, praticamente todas as novas ameaças móveis detectadas no segundo trimestre tinham como alvo a plataforma do Google, com ações como envio de SMS não solicitado, botnets móveis, cavalos-de-troia e spywares.


Imagem: McAfee

- Continua após a publicidade -


Outra categoria de malware que se destacou no período foi a dos ransomwares, programas que prejudicam os arquivos da vítima e pedem resgate. Os danos podem ir desde a perda de fotos e arquivos pessoais de usuÁrios domésticos até a criptografia de dados e a exigência de pagamentos em dinheiro, no caso de grandes empresas.

As botnets, redes de computadores infectados (zumbis ou robôs) com software mal-intencionado e usados para gerar spam, distribuir vírus ou derrubar servidores, também foram protagonistas neste trimestre: o número de infecções atingiu o recorde em 12 meses. A McAfee ambém detectou novos métodos de controle, entre eles o uso do Twitter para comando de botnets móveis. Dessa forma, o atacante pode tuitar comandos de maneira relativamente anônima para que todos os dispositivos infectados os sigam.

A cada trimestre, a equipe de 500 pesquisadores do McAfee Labs em 30 países acompanha toda a gama de ameaças em tempo real, identificando vulnerabilidades de aplicativos, analisando e correlacionando riscos, e desenvolvendo correções instantâneas para proteger as empresas e o público. O relatório completo estÁ disponível aqui.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.