Multiplayer online de Spec Ops: The Line é um câncer, critica produtor do game

"Spec Ops: The Line" é um dos games de 2012 que mais agradou críticos e público de uma maneira geral. Só que um dos pontos mais criticados no game foi o multiplayer online. O próprio produtor do título, Cory Davis, informou que concorda com a reclamação e que o jogo só teve jogatina em rede porque a distribuidora 2K Games obrigou o estúdio Yager Development a implementar a modalidade por questões de tendência de mercado.

AnÁlise Adrenaline de "Spec Ops: The Line"

Por isso, forçadamente produzido, o multiplayer online acabou não ficando tão bom quanto a campanha solo e prejudicou o resultado do game como um todo, sendo classificado por Davis, agora, como um câncer. "Foi como uma obrigação que sabíamos que a distribuidora queria implementar de qualquer maneira, mesmo que isso acontecesse em detrimento da percepção geral e qualidade final do projeto. A modalidade online totalmente comprometeu a visão que tínhamos do game", explicou o produtor ao site Polygon.

- Continua após a publicidade -

Cory também se mostrou totalmente contra a ideia de incluir modalidades online em jogos cuja proposta é focar totalmente na experiência solo. "Essa medida meio que atrapalha todas as coisas positivos e planejamos significativos para o single-player. O teor do multiplayer é totalmente diferente, em que as mecânicas foram deformadas e isso foi um desperdício de dinheiro", continou.

"Ninguém estÁ jogando pelo multiplayer e eu nem mesmo sinto que [o multiplayer] faz parte do pacote. É mais outro jogo afetado pela tendência cancerígena da indústria em querer destruir ideias únicas com implementações que não foram bem planejadas e nem mesmo cogitadas pelos corações e almas do time de criação", completou Davis.

"Spec Ops: The Line" estÁ disponível para PC e consoles. 

Assuntos
Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.