Ex-funcionário da Intel é preso por roubar informações confidenciais

Um ex-funcionÁrio da Intel foi condenado ontem em Massachusetts a passar três anos na cadeia por roubar segredos de design e fabricação de chips, que valiam milhões de dólares para a Intel, enquanto trabalhava para a rival AMD. As informações são da agência Associated Press.

Biswamohan Pani também foi sentenciado a dois anos em liberdade condicional e ao pagamento de uma multa de US$ 17.500 por um tribunal em Boston, nesta quarta-feira. Em abril, ele admitiu a culpa por cinco acusações de fraude.

Pani foi contratado pela AMD logo após deixar a Intel, mas mesmo assim a empresa rival cooperou com as investigações. A AMD não tinha conhecimento sobre o roubo de informações quando fez a contratação.


Os procuradores que atuam no caso dizem que Pani, que tem 36 anos, fez download de documentos secretos pertencentes à Intel em maio de 2008, pouco depois de ele ter pedido demissão de seu emprego na mesma companhia. O roubo foi identificado pela empresa e informado à polícia. FuncionÁrios da Intel avaliaram estes documentos em um valor entre 200 e 400 milhões de dólares.



- Continua após a publicidade -

Assuntos
Tags
  • Redator: Tulio Kruse de Morais

    Tulio Kruse de Morais

    Desmonstrando pouco talento para o esporte desde a primeira infância, encontrou consolo para o fracasso no Megaman do NES. Atualmente estuda Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina e procura avidamente por ferramentas digitais que melhorem seu desempenho na apuração.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.