Policial culpa os games pelo aumento nos crimes que usam facas como arma

A discussão do quão influentes os games são na criminalidade cotidiana é eterna. Dessa vez, Andrew Scipione, policial comissionÁrio de New South Wales, na AustrÁlia, estÁ culpando os jogos eletrônicos pelo aumento de crimes que usam facas como arma principal.

Segundo o agente, as pessoas têm incentivos distorcidos nos games porque precisam fazer atos violentos para se safarem de diversos tipos de situação. "Como é possível que não afetem um adolescente que vive numa era onde o crime é, até mesmo, quase aplaudido, onde você pode fazer diversas coisas indecentes no mundo virtual... e hÁ milhões de jovens que gastam horas e mais horas nisso", indagou Scipione.

"Você é recompensado por matar pessoas, estuprar mulheres, roubar dinheiro de prostitutas, dirigir carros perigosamente e atropelar pessoas. Isso até pode não afetar a maioria deles. Mas e se afetar um, dois, ou meia dúzia? JÁ temos jovens com distúrbios em potencial que têm fÁcil acesso a armas como facas ou que são bons com os punhos... eles podem sair tranquilamente e vivenciar o que fazem nos games", completou o policial.

Mais uma polêmica estÁ criada, jogadores. Quem concorda ou discorda e por que?

Assuntos
Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.