Placas solares transparentes podem tornar possíveis celulares a luz solar

Pesquisadores da Universidade da Califórnia divulgaram ter desenvolvido um novo tipo de polímero para célular solares, com capacidade de deixar passar 66% da luz na largura de onda de 550 nanômetros (faixa onde se localiza a luz verde claro), e em torno de 60% para o restante das cores do espectro visível. Com este tipo de célula, seria possível desenvolver uma tela capaz de recarregar um smartphone, ou criar janelas que aproveitem a luz solar.


O truque para possibilitar células solares transparentes é aplicar uma grade com polímeros prateados com nanômetros de espessura. A técnica jÁ havia sido explorada anterioremente, mas esta é a primeira vez que cientistas conseguem desenvolver este tipo de célula fotoelétrica com custo suficientemente baixo para ser possível explorar comercialmente a tecnologia.

Apesar da evolução desta tecnologia, hÁ também uma perda de eficiência. As células traidicionais tem uma eficiência média de 40%. As outras células fotoelétrica transparentes tem uma queda de eficiência para apenas 10%. O tipo desenvolvido pelos pesquisadores da Universidade da Califórnia conseguem aproveitar apenas 4% da energia solar que incide no aparelho.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.