Professor associa games e pornografia à falta de habilidade social

Gamers e aficionados por tecnologia jÁ estão acostumados com pesquisas e notícias atribuindo características negativas ao pessoal que pertence a esse universo. Agora, é a vez do professor e psicólogo Philip Zimbardo, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Ele diz que o crescimento dos games e da pornografia online estÁ criando "uma geração de homens desajustados", incapazes de agir normalmente no mundo real e de desenvolver relacionamentos saudÁveis.

O Dr. Zimbardo acredita que esses homens estão ficando muito tempo isolados em um mundo digital, e lembra que pessoas solitÁrias morrem mais cedo. Em seu livro "The Demise of Guys: Why Boys are Struggling and What We Can Do About It" (ou "Por que meninos estão sofrendo e como podemos ajudar"), o professor argumenta que os garotos hoje em dia crescem sem a necessidade de se tornarem "animais sociais".


:(

Conforme reportagem do Daily Mail, o professor, de 79 anos, acredita que este é um processo de regressão. Zimbardo afirma que "o uso excessivo de games e de pornografia online estÁ criando uma geração de rapazes covardes e com medo de navegarem nas complexidades e riscos da vida real, escola e emprego."

Para sustentar seus argumentos, Zimbardo cita um estudo do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, que concluiu que espectadores regulares de pornografia têm mais chances de apresentar depressão e problemas de saúde. O professor ainda lembra estudos que relacionam os games violentos ao comportamento agressivo fora do mundo digital.

"Temos que achar soluções para acabar com o Modo Destruição dos meninos", diz Zimbardo. Ele só pareceu se esquecer de algumas coisinhas, como o fato de que garotas também jogam: de acordo com dados da Entertainment Software Association, 47% de todos os gamers são do sexo feminino. E, bem, nada impede que elas também assistam a pornografia online.

Zimbardo diz que os homens "passam uma grande porcentagem dos seus dias em um mundo digital, jogando games, assistindo a vídeos pornogrÁficos ou conteúdo do Youtube, digitando ou vendo esportes". Bom, isso parece um comportamento bem normal nos dias de hoje, não só entre homens. SerÁ que esse é um problema tão grande assim?

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.