Anatel exige planos de melhorias de operadoras que não foram afetadas pela proibição

As operadoras Oi, TIM e Claro estão impedidas de vender serviços a novos clientes a partir da próxima segunda-feira (23/07) até que apresentem à Anatel um plano de melhorias para os próximos dois anos. A agência reguladora, porém, exige metas também das companhias não afetadas pela proibição.

O órgão pretende reunir-se com a Vivo, a CTBC (que opera no norte de São Paulo e em Minas Gerais) e com a Sercomtel, que oferece serviços no ParanÁ.

Representantes da Oi se encontraram na manhã de hoje com a a Superintendência de Serviços Privados da Anatel. Na segunda-feira, dia em que entra em vigor a proibição, a agência tem reuniões marcadas com a TIM e a Claro.

Todas as operadoras, inclusive as que não foram punidas com a suspensão, precisam apresentar um plano de investimento tanto para a melhoria da qualidade dos serviços quanto para o atendimento nos call centers. As suspensões estipuladas pela Anatel se aplicam apenas à venda de novos chips e modems. Os aparelhos e linhas antigos continuam funcionando normalmente.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.