Resumo do GPU Computing Developer Forum

O GPU Computing Developer Forum (GCDF) reuniu em torno de 1.500 pessoas para discutir as principais inovações e desafios na Área da computação paralela. O eventou fez parte da Conferência Anual da Sociedade Brasileira de Computação (CSBC), e aconteceu entre nos dias 17 e 18, na cidade de Curtiba, ParanÁ. A programação do evento inclui diversas palestras com importantes representantes nacionais e internacionais da Área da computação paralela, exposição de trabalhos e banners, e minicursos sobre CUDA.

A apresentação de David Kirk foi um dos grande destaques do evento

Entre as atividade realizadas os destaques foram as palestras com representantes internacionais da NVIDIA, entre eles David Kirk, cientista que liderou o desenvolvimento de novas tecnologias grÁficas na NVIDIA de 1997 a 2009, e que hoje trabalha na divulgação e popularização da tecnologia CUDA. A palestra de Kirk abriu o GCDF, falando sobre o potencial que as GPUs oferecem ao ramo da supercomputação (HPC), e a capacidade que as placas de vídeo possuem de trazer melhorias para a ciência.

Outros destaques foram as presenças de Ty McKercher e Steve Harpster, responsÁveis por soluções de arquitetura na empresa, e que fizeram a primeira palestra do segundo dia de evento. Os engenheiros da NVIDIA apresentaram as principais tecnologias voltadas a comutação paralela introduzidas pela geração Kepler de GPUs da empresa, como a melhora de performance, os novos modelos da linha Tesla e a primeira placa de vídeo voltada a virtualização, a NVIDIA VGX Board.

Fila para assistir à keynote da NVIDIA

- Continua após a publicidade -

Também participaram das palestras diversos representantes de instuições e empresas que vem utilizando GPUs para a computação de alto desempenho através do paralelismo (GPGPU). Entre os palestrantes estavam Jairo Panetta, consultor do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) hÁ mais de 30 anos, que falou sobre os desafios e as situações enfrentadas pelo CPTEC para realizar o processamento dos dados e assim gerar a previsão do tempo.

Paulo Souza, da Petrobras, explicou como foi a incorporação da tecnologia CUDA na empresa, para processamento de grandes quantidades de dados. De acordo com Souza, a computação paralela com auxilio das GPUs trouxe um grande ganho de performance, algo muito necessÁrio para a empresa que lida com grandes quantidades de informação.

Durante o GCDF também ocorreu a apresentação de pôsteres e trabalhos relacionados a soluções em computação paralela com o uso de GPUs NVIDIA,  bem como quatro laboratórios de ensino da tecnologia CUDA em níveis iniciante e intermediÁrio.

No segundo e último dia de evento aconteceu a apresentação de Arnaldo Tavares, gerente de desenvolvimento de negócios para a América Latina da NVIDIA, onde foi feita uma série de anúncios importantes sobre a pesquisa e desenvolvimento em computação paralela com GPUs. O destaque foi o apresentação da Universidade Federal Fluminense (UFF) como o primeiro CUDA Center of Excellence (CCOE) da Amercia Latina.

Arnaldo Tavares durante a apresentação no GCDF

- Continua após a publicidade -

A UFF se tornou uma as 20 instituições em todo o mundo a entrar para o programa, que traz uma série de benefícios como receber investimenos em pesquisas relacionadas a GPGPU, contato mais próximo com os desenvolvedores da plataforma CUDA e prioridade no acesso a novas tecnologias NVIDIA. Como parte deste último aspecto, a universidade recebeu a primeira Tesla da nova geração de placas da NVIDIA a Tesla K10. No evento, Tavares também anunciou a chegada desta placa, agora disponível em toda a América Latina.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.