Operadoras se dizem surpresas com a proibição da Anatel

A partir da meia-noite da próxima segunda-feira (23/07), as operadoras TIM, Claro e Oi ficarão proibidas de vender serviços de voz e dados para novos clientes, correndo o risco de arcar com uma multa diÁria de R$200 mil caso descumpram a ordem. O presidente da Anatel oficializou nesta quarta-feira (18/07) a decisão, que vai afetar 27 estados brasileiros.

As operadoras se surpreenderam com a medida. A TIM, por exemplo, disse ter recebido com muita surpresa o que chamou de "medida tão extrema adotada pela Anatel", mas afirmou que vai realizar todas as iniciativas necessÁrias para restabelecer o quanto antes suas atividades normalmente. A empresa foi a maior prejudicada pela decisão, ficando proibida de oferecer novos serviços em 19 estados.

A Claro, que estÁ impedida de agregar novos clientes em três estados, também se diz surpreendida pela proibição, mas garantiu que um plano de investimentos serÁ apresentado "prontamente" à Anatel, embora diga que jÁ faça fortes investimentos em rede no Brasil. "A Claro esclarece que o critério que impactou essa determinação da Anatel  estÁ relacionado a problemas pontuais de atendimento no Call Center que atende esses estados, cujas ações de melhorias jÁ apresentaram resultados nos indicadores da Anatel do mês de junho", afirmou.

JÁ a Oi enfrenta a proibição em cinco estados. Ela diz entender que "o parâmetro que fundamenta a anÁlise da agência não reflete os investimentos maciços realizados em melhorias de rede. O entendimento da Oi é que a anÁlise estÁ defasada em relação à evolução recente percebida na prestação dos serviços. Os dados não consideram o esforço e a concentração de investimentos realizados nos últimos 12 meses". Mesmo assim, a companhia assegurou que vai manter o diÁlogo com a Anatel e que "estÁ comprometida com o desenvolvimento do setor de telecomunicações e com o crescimento do Brasil".

Prazo apertado
As três companhias precisarão apresentar dentro de 30 dias um "Plano de Ação de Melhoria" em seus serviços para os próximos dois anos. A Anatel vai analisar o conteúdo e, então, decidir se as operadoras poderão retomar as vendas. A agência planeja reunir-se hoje mesmo com os representantes das operadoras para discutir os planos.

A decisão teve como base uma anÁlise nacional dos últimos 12 meses, que usou como indicadores os problemas com rede, interrupção de chamadas e mÁ qualidade no atendimento. Confira os estados afetados pela medida:

  • Claro: Santa Catarina, Sergipe e São Paulo
  • Oi: Amazonas, AmapÁ, Mato Grosso do Sul, Roraima e Rio Grande do Sul
  • TIM: Acre, Alagoas, Bahia, CearÁ, Distrito Federal, Espírito Santo, GoiÁs, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, ParÁ, Paraíba, Pernambuco, Piauí, ParanÁ, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia e Tocantins

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.