Kim Dotcom se oferece para negociar com os Estados Unidos

Kim Dotcom, o fundador do Megaupload e do Megabox, anunciado em junho, revelou hoje que estÁ disposto a ir aos Estados Unidos para limpar seu nome e evitar uma audiência de extradição na Nova Zelândia. Isso, é claro, com algumas condições.

"Queremos o direito a pagar fiança e responder o processo em liberdade, e o descongelamento de dinheiro para pagar advogados e cobrir nossas despesas", escreveu Dotcom no seu Twitter, referindo-se também a outros três acusados pelas autoridades americanas.


Oi

Conforme a Reuters, o milionÁrio desafiou o FBI a realizar um julgamento justo, além de declarar-se disposto a enfrentar a agência em um tribunal americano. Suas declarações surgiram um dia após um tribunal da Nova Zelândia adiar para março de 2013 a audiência sobre o pedido norte-americano de extradição.

Dotcom chegou a ser preso no início do ano, quando o Megaupload foi fechado pelo FBI. A agência o acusa de liderar um grupo que faturou mais de US$175 milhões desde 2005 através da cópia e distribuição não autorizada de material protegido por copyright.

Após um mês, Dotcom foi liberado graças ao pagamento de uma fiança. Contra as acusações de pirataria, seus advogados alegam que o serviço oferecia simplesmente uma armazenagem de arquivos online.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.