Microsoft não fecha acordo com Motorola e Xbox 360 pode ser banido dos EUA

A Microsoft não aceitou a proposta de acordo com a Motorola Mobility, que alega quebra de patentes pela empresa de Bill Gates, continuando, assim, o risco do Xbox 360 ser definitivamente banido dos Estados Unidos.

Segundo a Reuters, a Motorola, empresa do grupo Google, exige que sejam pagos à empresa 2,25% sobre cada unidade vendida dos console naquele país, pois o sistema infringe patentes de uso indevido de tecnologias de vídeo e wireless. A proposta foi, então, recusada Microsoft, que afirma que o valor estÁ muito acima das taxas praticadas pelo mercado.

"Agradecemos a boa fé e o esforço das negociações, mas aplicar este rótulo sobre uma exigência desse tipo de pagamento [de royalties] ao Google estÁ bem acima das prÁticas comuns de mercado, e que se recusa a licenciar todas as patentes da Microsoft, também infringidas pela Motorola", disse Horacio Gutierrez, vice-conselheiro geral da Microsoft, num comunicado oficial.

Se um acordo não for realizado entre as duas companhias, mesmo com o intermédio da Comissão internacional do Comércial, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, terÁ que decidir o destino do videogame da Microsoft. 

- Continua após a publicidade -


Assuntos
Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.