Chineses revoltam-se com serviços da Apple

Uma onda de reclamações de consumidores chineses contra a Apple, devido a "termos de manutenção injustos", fez com que organizações de proteção ao consumidor no país ameaçassem processar a empresa. O estopim do movimento contra a gigante de Cupertino veio depois de um ultimato feito a donos de iPhones e iPads, que deveriam retirar seus aparelhos nas oficinas de manutenção dentro de um prazo estipulado ou então abrir mão de seus telefones e tablets. 

Em Tianjin, cidade a cerca de 120 quilômetros de Pequim, um único centro de atendimento recebeu 256 reclamações sobre a Apple do começo do ano até o final de maio, de acordo com o site Global Times. Também de acordo com o site, após a Associação Chinesa de Consumidores e outras seis associações locais terem criticado as regras da Apple, a empresa corre o risco de sofrer punições caso não faça ajustes.

Na cidade de Jiangsu, a 1.040 quilômetros ao sul de Pequim, a associação local entrou em contato com donos de indústrias e grandes comerciantes, que prometeram processar a Apple e seus distribuidores se os termos e condições de atendimento não melhorarem. 

Além disso, um cidadão chinês jÁ entrou com a primeira ação legal contra a Apple na história do país. A empresa teria reduzido o tempo de garantia do produto deste consumidor - que, de acordo com as leis chinesas, deve ser de no mínimo um ano.

- Continua após a publicidade -

O advogado que cuida do caso declarou ao Global Times que espera provocar uma mudança de atitude da Apple em relação aos consumidores chineses com o processo.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Tulio Kruse de Morais

    Tulio Kruse de Morais

    Desmonstrando pouco talento para o esporte desde a primeira infância, encontrou consolo para o fracasso no Megaman do NES. Atualmente estuda Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina e procura avidamente por ferramentas digitais que melhorem seu desempenho na apuração.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.