Galaxy III explode na Irlanda

O dono de um Galaxy S III na Irlanda estÁ dizendo que seu smartphone novo queimou de dentro para fora enquanto ele estava dirigindo seu carro. O aparelho teria começado a expelir chamar brancas e faíscas, que terminaram com um estalo. Fotos do telefone queimado foram postadas neste fórum pelo usuÁrio dillo2k10 e mostram plÁstico queimado perto da conexão USB do aparelho. O Galaxy III é o modelo mais caro entre os smartphones da Samsung, foi lançado recentemente e é apontado como o maior concorrente do iPhone, da Apple.

A Samsung jÁ emitiu uma nota no seu blog oficial dizendo que estÁ ciente da notícia e que farÁ uma investigação sobre o assunto assim que receber o celular. Em uma anÁlise preliminar, a empresa declarou que o caso parece ter acontecido por problemas de superaquecimento.

O irlandês reclama, no post do fórum, que a assistência técnica em que foi atendido se recusou a substituir o aparelho antes que a causa seja checada. E disse estar assustado. "Aquilo poderia ter queimado meu rosto, minha perna e meu bolso, até incendiado minha cama", escreveu o internauta. 

Outras fabricantes de celular jÁ tiveram problemas com explosão de celulares no passado. Esse é o primeiro caso que envolve um Galaxy S III.

- Continua após a publicidade -

UPDATE: A Samsung terminou de investigar o caso e chegou a contratar a organização independente Fire Investigations UK para ajudar. Juntas, elas descobriram que o dano só pode ter sido causado por uma fonte externa de calor, como conta o The Verge. E mais: elas afirmam que, provavelmente, o Galaxy S III foi colocado em um forno micro-ondas.

No fórum em que iniciou a discussão, o próprio usuÁrio se retratou. "O dano foi causado por outra pessoa, tentando recuperar o smartphone, que foi molhado", explica. "Isso ocorreu por causa de uma grande quantidade de energia externa e não era um problema do telefone. Não foi um ato deliberado, mas um erro estúpido". Ok, nós concordamos.

Assuntos
Tags
  • Redator: Tulio Kruse de Morais

    Tulio Kruse de Morais

    Desmonstrando pouco talento para o esporte desde a primeira infância, encontrou consolo para o fracasso no Megaman do NES. Atualmente estuda Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina e procura avidamente por ferramentas digitais que melhorem seu desempenho na apuração.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.