Golpes bancários chegam adaptados ao mundo móvel

Segundo dados da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o Brasil conta hoje com aproximadamente 3,3 milhões de usuÁrios de mobile banking. Aproveitando essa popularidade, os criminosos virtuais começaram a adaptar seus golpes de phishing para as plataformas móveis.

A Kaspersky registrou nesta semana um ataque desenvolvido por phishers brasileiros criado especialmente para usuÁrios de Internet banking em smartphones. O ataque começa com uma mensagem de e-mail com o titulo "Seu Banco na palma da sua mão", solicitando uma suposta ativação de acesso.


Imagem: Kaspersky

Ao acessar o link o usuÁrio serÁ direcionado para um domínio malicioso hospedando a pÁgina falsa, jÁ configurada em formato móvel, que procura imitar as pÁginas legítimas dos bancos. Conforme a Kaspersky, para tornar o golpe menos suspeito, os cibercriminosos invadiram um domínio legítimo que possui a palavra "mobile"  no nome e nele hospedaram as pÁginas falsas de dois bancos brasileiros. Elas solicitam as senhas da vítima e o número de celular, que ficarÁ sob o controle de pessoas mal-intencionadas.

A Kaspersky denunciou os sites as autoridades competentes e as pÁginas foram removidas do ar. "Porém estamos certos que novos ataques usando essa abordagem se tornarão comuns", afirma FÁbio Assolini, analista de malware da empresa, no blog oficial.


Imagens: Kaspersky

- Continua após a publicidade -


Para a proteção dos usuÁrios, a companhia aconselha que dêem preferência aos aplicativos disponibilizados gratuitamente pelo banco, que podem ser baixados na loja de aplicativos do smartphone. Outra medida é evitar o acesso através do navegador. Caso seja realmente necessÁrio, a Kaspersky sugere que a preferência deve ser para os sites com endereço b.br, ou seja, "seubanco.b.br".

Além disso, a empresa diz que não se devem realizar transações bancÁrias em uma rede wireless pública, clicar em links enviados por supostos e-mails do banco e nem usar o Google para procurar a pÁgina do banco. Um antivírus para plataformas móveis também deve bloquear o acesso a sites de phishing.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.