GPUs Tesla da Nvidia são usadas em decodificação de imagens de Marte

O matemÁtico Brandan Babb, da Universidade do Alasca em Anchorage, estÁ usando GPUs da Nvidia para melhorar a compressão de imagens de Marte através de dados enviados pelo Mars Rover, o veículo motorizado que analisa o território do planeta vermelho. O pesquisador usa a linguagem de programação CUDA e GPUs Tesla para acelerar o chamado algoritmo genético, que imita a evolução natural para obter imagens mais claras do que as do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA.

Imagem panorâmica de Marte decodificada

Babb estima que com as GPUs o algoritmo tenha conseguido alcançar uma redução de 20% a 30% na ocorrência de erros na decodificação das imagens. O matemÁtico, que estÁ encorajando os outros pesquisadores da Universidade do Alasca a usarem a linguagem CUDA, diz que fica até cansado com a aceleração que estÁ tendo e espera atingir uma velocidade 10X maior no futuro. Segundo o post no blog da Nvidia, os resultados não só estão superando os do Laboratório da NASA como tendem a melhorar ainda mais.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Qual vai ser o melhor game de abril de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.