Câmara dos Deputados aprova lei de criminalização dos delitos virtuais

A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que tipifica crimes cibernéticos, definindo como crime delitos realizados através da internet e as punições cabíveis para cada. Agora, o projeto serÁ encaminhado para o Senado Federal, e também dependerÁ da sanção presidencial para entrar em vigor.


Criminoso virtual mascarado, realizando um ataque em pé. Parece legítimo.


O PL 2793/2011 aborda principalmente dois tipos de crimes, a invasão de aparelho informÁtico, quando dispositivo informÁtico alheio é devassado (cuma?), conectado ou não à rede de computadores mediante violação indevida de mecanismo de segurança; e a interrupção de serviço telefônico, informÁtico, telemÁtico ou de informação pública, quando um serviço é interrompido e tem a restauração dificultada.

Saindo do juridiquês, o primeiro poderÁ enquadrar invasão de computadores, como interceptação de e-mails, roubo de arquivos confidenciais, etc. JÁ o segundo caso trata de ataques a serviços, como por exemplo os DDoS, utilizado para derrubar sites da forma como aconteceu ontem com o Pirate Bay.

As penas variam de três meses a um ano, no caso de invasão de computadores, e de um a três anos, no caso de ataque a serviços online. As penas podem ser agravadas, em casos como ataques aos representantes do poder executivo, em situações que seja comprovado prejuízo econômico ou em calamidades públicas.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual o seu palpite para os preços dos consoles da próximo geração?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.