Call of Duty: Black Ops II não precisa de nova engine gráfica, diz Treyarch

Para quem sempre reclamou do visual de "Call of Duty", parece que terÁ que se conformar mais algum tempo sem mudanças significativas. Em entrevista ao site One of Swords, Mark Lamia, chefão da produtora Treyarch, disse que o novo episódio "Black Ops II" não precisa ter um novo motor grÁfico para apresentar avanços.

"Sempre me perguntam se é uma nova engine. E eu adoro reforçar para as pessoas que ela [a engine] é sempre remodelada a cada novo lançamento. Não é porque ela é remodelada que as coisas irão parecer diferentes. Você não pode modificar a sua base, apenas aprimorar alguns frames em detrimento de outros detalhes. Estamos muito mais focado no avanço do design geral do que no visual propriamente dito", explicou Lamia.

"Cada vez que você toca na engine, alguma coisa nela muda. Os criadores mexem nela o tempo todo, e não hÁ necessidade de mudar aquilo que jÁ funciona. Mas você não se consegue fazer um produto competitivo se não melhorar a engine com o tempo", completou o executivo, acrescentando que este serÁ o game da série de FPS mais bonito até o momento.

"Call of Duty: Black Ops II" estreia em 13 de novembro para PC, Xbox 360 e Playstation 3.

Assuntos
Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Qual vai ser o melhor game de abril de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.