Confirmada a causa das altas temperaturas dos Ivy Bridge

EstÁ comprovado que a interface térmica usada pela Intel dentro do heatspreader dos processadores Ivy Bridge, o Thermal Interface Material (TIM), é a razão para que eles apresentem temperaturas maiores que as esperadas, especialmente em situações de overclock.

Essa possibilidade havia sido cogitada pela primeira vez no final de abril pelo pessoal do Overclockers.com e foi, agora, colocada à prova pelo portal japonês PC Watch.


A equipe do site removeu o heatspreder de um processador Core i7-3770K, removeu o TIM e substituiu o material por outras soluções, como o OCZ Freeze e o Coolaboratory Liquid Pro. Se o procedimento for feito corretamente, é possível reduzir a temperatura em clock padrão em até 18%. JÁ em um overclock para 4GHz a 1.2V, a temperatura cai 23%.

Conforme o TechPowerUp, a mudança ainda melhorou as capacidades de overclock do processador, permitindo ao usuÁrio obter maiores voltagens. O experimento do PC Watch concluiu que a decisão da Intel em usar pasta térmica no heatspreder, ao invés de solda condutora, causa um grande impacto nas temperaturas e no potencial de overclock nos processadores da nova linha.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.