Há 15 anos, um computador vencia um mestre do xadrez

Hoje é o 15º aniversÁrio da vitória do computador Deep Blue, da IBM, sobre Garry Kasparov em uma partida de xadrez. O soviético Kasparov é considerado por muitos o maior enxadrista de todos os tempos, mas no dia 11 de maio de 1997 ficou comprovado que uma mÁquina pode derrotar um ser humano.

O desafio durou vÁrios dias e resultou em duas vitórias para o Deep Blue, uma para Kasparov e três empates.

O Deep Blue era capaz de explorar até 200 milhões de posições diferentes no tabuleiro por segundo. Mas a mÁquina não servia apenas para jogar xadrez. Com a capacidade de processar 1 trilhão de operações a cada segundo, ela foi utilizada no auxílio à descoberta de novos medicamentos, em cÁlculos financeiros para anÁlise de riscos e na execução de operações massivas em diversas Áreas da ciência.



Em 2004, o Deep Blue foi substituído pelo Blue Gene, que conseguia processar 478 trilhões de operações por segundo. Em 2011, surgiu o Watson, que derrotou os dois maiores campeões do Jeopardy, programa da TV americana que consiste em um jogo de perguntas e respostas sobre conhecimentos gerais, e chegou a ser eleito "Personalidade do Ano", durante a realização do 15º Festival Annual Webby Awards em Nova York.

No ano passado, a IBM completou 100 anos. VÁrios detalhes e curiosidades da empresa você pode conferir no nosso especial.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de abril de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.