RIM pode estar por trás do "protesto" na Apple Store australiana

Uma multidão de manifestantes cercou uma Apple Store em Sidney, na AustrÁlia, com cartazes com os dizeres "Wake Up" (acorde, em português). O "protesto", que ocorreu na semana passada, foi inicialmente atribuído à Samsung, que logo negou seu envolvimento. Ainda não se sabe exatamente de quem foi a ideia, mas agora surgiram evidências de que a ação pode ter sido encabeçada pela RIM, a fabricante dos smartphones BlackBerry.


O pessoal do Macworld australiano resolveu investigar o assunto. Eles olharam o código-fonte da pÁgina oficial da "campanha", que não traz nada além de um contador, e descobriram um identificador do gerenciador de publicidade Doubleclick. Eles jogaram o número no Google e encontraram vÁrias referências à RIM.

Outro detalhe é que o homem que estava no local na hora da manifestação, aparentemente jÁ trabalhou para a companhia, segundo o site. Ele chegou a publicar um vídeo com uma prévia do tablet PlayBook antes do lançamento na AustrÁlia.

Além disso, se levarmos em consideração que o contador na pÁgina da campanha estÁ todo em segundos, os números equivalem a pouco mais de 60 dias, o que leva ao dia 2 de julho. Nessa data, conforme um e-mail anônimo enviado ao Macworld AustrÁlia, a RIM vai lançar no país o BlackBerry OS 10.

É claro que qualquer informação sobre essa controversa campanha deve ser analisada com cuidado. Ninguém assumiu a autoria das manifestações ainda e, portanto, não se pode afirmar com certeza de quem foi a ideia. O mais seguro é simplesmente aguardar o contador terminar.

[UPDATE]: A RIM assumiu a "autoria do atentado" contra Apple. Em nota oficial, a filial australiana da empresa afirmou ser a responsÁvel pela campanha que envolveu uma série de "atividades experimentais" na frente da loja da concorrente.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de abril de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.