Pesquisa revela que apenas 36% dos tuítes são úteis

Uma pesquisa realizada pela Harvard Business Review revelou que dos mais de 175 milhões de posts publicados no twitter diariamente, apenas 36% valem a pena ser lidos, 39% são razoÁveis e 25% não valem a pena. O estudo teve como base 43.738 tuítes de 1.443 usuÁrios que foram distribuídos em categorias como pensamentos aleatórios, promoção pessoal, questões para os seguidores, compartilhamento de informações, opinião, o que estÁ fazendo e conversas.

Os executivos da Harvard dizem que para aumentar a qualidade dos posts no microblog o usuÁrio deve ser "rÁpido, misterioso e não fazer piadas internas." O uso de muitas hashtags e o retuíte de conversas pessoais também não são indicados pelos executivos que ainda afirmam que "o estudo foi feito em um grupo e não necessariamente reflete a realidade de todo o Twitter."

 

A pesquisa, segundo o Daily Dot, também indica que os piores tuítes são reclamações, conversas e o que você estÁ fazendo, enquanto os mais legais costumam ser pensamentos aleatórios, compartilhamento de informações, perguntas aos seguidores e, pasmem, autopromoção.

Quem utiliza o twitter frequentemente e segue muita gente sabe que é isso mesmo que acontece. Informações como "acordei", "tomei Água" e vÁrios relatos das atividades diÁrias enchem a rede social. Para os incomodados, hÁ sempre o botão unfollow. Para os que seguem determinada pessoa-tuíta-tudo-o-que-faz por gentileza, sinto muito.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.