Youtube perde disputa judicial na Alemanha

A corte alemã decidiu que é obrigação do YouTube alertar os usuÁrios de que o conteúdo enviado ao serviço são de direito autoral de uma empresa ou orgão do país. O veredito foi apresentado em uma ação de 2010 movida pelo GEMA (German Copyright Administration Act), grupo que representa escritores e músicos alemães.

O YouTube afirmou que não tem a obrigação de atuar de forma proativa, verificando todos os conteúdos publicados pelos usuÁrios, algo que foi aceito parcialmente pela corte de Hamburgo. Porém, o tribunal determinou que o serviço de vídeos deve instalar filtros e mecanismos para proteger conteúdos com copyrights. Hoje, o site retira do ar vídeos em que hÁ a quebra de direitos autorais, mas é preciso que o detentor deles entre em contato.

Este não é o primeiro entrave entre o YouTube e a justiça alemã. Em 2010 a Google foi condenada a pagar compensação à cantora Sarah Brightman, por considerar a empresa culpada na publicação de músicas da cantora no site de compartilhamento de vídeos. De acordo com a decisão da corte de Hamburgo, na época, a mensagem alertando o usuÁrio de que "os vídeos enviados devem ser da autoria do usuÁrio que o posta" não é o suficiente para ausentar de culpa a empresa.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.