Óculos de realidade aumentada lançado no Japão se conecta ao Windows 7

A tecnologia de realidade aumentada passou a ficar um pouco maior: passou a integrar dois sistemas operacionais Windows. Lançado hoje pela japonesa Brother, o AirScouter WD-100G é um óculos equipado com uma pequena tela que promete mudar a rotina de trabalho de algumas pessoas - pelo menos de alguns japoneses. Pelo jeito, o lançamento não vai atrapalhar os planos do Project Glass, da Google, que apesar de estar ainda nos primeiros estÁgios de desenvolvimento, tem uma proposta voltada à integração com redes sociais.

O AirScouter, que vem nos modelos WD-100G e WD-100A, serÁ destinados principalmente ao uso no trabalho. Ele permitirÁ que funcionÁrios, sejam de fÁbricas ou escritórios, utilizem a informação contida em um computador sem ter que olhar para a tela da mÁquina. Para isso, um cabo USB estÁ incluído no pacote que vem com o óculos para conectar o usuÁrio ao PC. Os óculos projetam imagens sobre um olho, enquanto o outro fica livre para observar o ambiente. E o melhor de tudo: você pode escolher o olho.

Embora versões anteriores do AirScouter tenham sido comercializadas desde 2010, o site VR-Zone afirma que elas não passavam de uma parte de um sistema portÁtil da NEC, o Tele Scouter, que vinha com um mini-terminal Windows CE 6.0 que rodava com um processador ARM de 500 MHz. A diferença deste AirScouter que foi lançado hoje para os anteriores é que ele substitui o computador portÁtil da NEC por uma caixa de controle que pode ser conectada a qualquer computador com Windows XP de 32-bit ou com Windows 7, via USB. A principal utilidade do aparelho seria permitir que engenheiros pudessem acessar manuais dos maquinÁrios ou plantas de edifícios no meio da obra, por exemplo, sem precisar ir consultar os dados no escritório.

Caixa de controle do AirScouter, que se conecta a um computador pessoal

- Continua após a publicidade -

Uma vez que o Windows reconhece os drivers do AirScouter, é possível configurar o display do óculos no modo "espelho", que reproduz tudo o que a tela do Windows mostra, ou no modo "estendido", que funciona como uma segunda tela, acima da principal, e fornece mais um espaço visual para trabalhar. Como o AirScouter não tem uma bateria própria, a energia para o aparelho vai ser puxada inteiramente do computador, mas é possível plugar uma bateria móvel à caixa de controle por uma outra porta USB. Segundo a agência japonesa AkihabaraNews, o Airscouter pode oferecer serviço de telefonia VoIP e até conferências em vídeo quando estiver conectado a um computador.

A única diferença entre os modelos WD-100G e o WD-100A é que o primeiro vem as lentes prontas para quem tem uma visão perfeita, e o segundo pode ser ajustado para quem jÁ usa óculos. A Brother lançou o AirScouter no Japão por 199, 80 yens. Isso é o equivalente a aproximadamente R$ 4,50.

- Continua após a publicidade -

Assuntos
Tags
  • Redator: Tulio Kruse de Morais

    Tulio Kruse de Morais

    Desmonstrando pouco talento para o esporte desde a primeira infância, encontrou consolo para o fracasso no Megaman do NES. Atualmente estuda Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina e procura avidamente por ferramentas digitais que melhorem seu desempenho na apuração.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.