Associação constata horas excessivas de trabalho e problemas de saúde na Foxconn

A Fair Labor Association (FLA), organização independente que iniciou investigações sobre as condições de trabalho na Foxconn, liberou um relatório com as suas descobertas. Embora o presidente da associação tenha dito, em um primeiro momento, que as instalações da fÁbrica são de "primeira classe", o órgão encontrou uma série de problemas. Entre eles, o "excesso de horas-extras e falta de pagamento por essas horas, riscos para a saúde dos funcionÁrios e falhas de comunicação que levaram a um sentimento generalizado de condições inseguras de trabalho entre os empregados", como informa o comunicado oficial.

O relatório mostra que a média de horas de trabalho por semana é 56, enquanto o limite determinado pela lei  é de 49 horas, o que inclui o trabalho extra. Além disso, metade dos funcionÁrios afirmou que jÁ chegou a trabalhar mais de 11 dias consecutivos.

O CEO da Apple, Tim Cook, conferiu bem de perto a rotina do pessoal da Foxconn


Embora os empregados da Foxconn recebam um pouco a mais do que o salÁrio mínimo da China, 64% dos entrevistados pela FLA disseram que o pagamento não é o suficiente para suprir suas necessidades bÁsicas. Um dos problemas é com as horas-extras: a companhia paga apenas por "blocos" de 30 minutos. Isso significa que, se um funcionÁrio trabalhar 25 minutos além de sua carga de trabalho normal, não receberÁ nada a mais por isso.

A FLA também alerta para os riscos à saúde dos funcionÁrios. Muitos jovens, entre 16 e 17 anos, trabalham em Áreas perigosas que os expõem a produtos químicos. E quem quer largar o emprego também enfrenta problemas. A associação descobriu que pedir demissão é um processo extremamente difícil e, portanto, muitos simplesmente desistem de aparecer na fÁbrica, desistindo de receber os pagamentos atrasados.

Para chegar a essas conclusões, a FLA entrevistou 35 mil trabalhadores das unidades da Foxconn em Guanlan, Longhua e Chengu, todas na China. Tanto a associação quanto a Apple, uma das principais parceiras da companhia, se comprometeram a ajudar a Foxconn a mudar suas prÁticas até 2013, para que fiquem de acordo com todas as leis chinesas e com os padrões estabelecidos pela FLA.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.